There is any one translation Drupal to portuguese language ?

Posso de qualquer modo contribuir para a tradução do Drupal para português?

Note: portuguese of Portugal.

Comments

I already translated some files, but I'm going a bit slow...

Eu traduzi alguns ficheiros, mas estou a ir devagar porque me surgiram algumas duvidas de tradução em termos para os quais não arranjei "tradução". Posso no entanto fazer upload do que tenho...

I also have a partial translation to Portuguese (brazilian) - 9.72%, according to Drupal localization module.
The instructions found at http://drupal.org/node/11311, about sharing translation efforts, are beyond my comprehension.
Anyway, as far as I understand, we can simply export our pt.po files, exchange and re-import them, using the option "Existing strings are kept, only new strings are added".
You can find me at dtabach[at]terra[dot]com[dot]br.

Durval Tabach
(drupal newbie at archiclube.org)

Durval Tabach

Well this will be another issue, because there are terms used in the portuguese (brasilian) that are not regulary used in the portuguese. An example would be the term "user", that in the pt-BR is translated in "usuário" and in pt-PT as "utilizador".

Yes, I agree.

Portuguese–br can be quite diference from portuguese-pt.

Penso que a primeira coisa a fazer é mesmo o upload.

Tenho algumas propostas:

- proponho que fiques como administrador do cvs/pt e isto porque, não é possível fazer Locks e tem que haver alguém que faça a gestão de versões.

- se alguém quiser alterar ou contribuir com traduções deverá contactar com o administrador afim de não haver trabalho duplicado, deverá este a promover novas versões e gestão de ficheiros.

- este fórum deverá servir numa primeira fase para discussão de algumas coisas

Alright, I will continue the translation to 50% completion and next Monday I will upload the files.

I uploaded the translation (25% done) into the Drupal Translation templates issues. When the project will be setup, we need to continue the translation. Are you available join the team, that is to join me :D?

Can I give a little hand too?

Regards,

Miguel Duarte

Miguel Duarte

Webmaster of: Lisbon Guide & Love Poems

Os ficheiros do mágico já estão todos no CVS (pt-pt).

Como é que vamos fazer a coisa, alguém centraliza os ficheiros, ou cada um de nós vai fazendo o upload daquilo que traduziu?

Podíamos dividir os ficheiros entre nós (somos 3 para já). Penso que com umas noitadas a coisa resolve-se.

Miguel Duarte

Webmaster of: Lisbon Guide & Love Poems

Já pedi uma conta para usar o cvs.

Podemos incluir no cvs dois ficheiros um changelog e outro statuslog, ambos em ascii.

O changelog que indica a percentagem da tradução, neste momento existem 31 ficheiros, cada um corresponde a 3.22%. Quando tivermos 100% deveremos ter uma versão V0.1 em todos os que contribuiram fazem uma revisão e após esta revisão um de nós deverá integrar todas as revisões e criar uma versão V1.0.
Deverá ser actualizado sempre que se faz um cvs comit.

O statuslog deverá ter a lista dos 31 ficheiros a alterar, pode ser um ficheiro em csv do tipo:
se "archive-module.po,Navegante"
quer dizer que eu estou a trabalhar neste ficheiro.
se "archive-module.po,V0.1"
quer dizer que foi alterado mas falta revisão.
se "archive-module.po,V0.2,Navegante"
quer dizer que foi revisto mas proponho nova alteração.
se "archive-module.po,V0.2,DONE"
está terminado.
se faltar alguma coisa vai-se acrescentando.
O ficheiro statuslog deverá ser actualizado sempre que se pretende trabalhar num ou mais ficheiros.

Se tiverem de acordo com isto, e assim que tiver a conta de cvs posso colocar estes ficheiros em cvs.

Abraço
Rui

Eu por mim concordo. Também estou à espera da minha conta no CVS.

Parece-me bem.

Só uma questão:

Como é que se produz a questão das %? O Tortoise faz isso?

Miguel Duarte

Webmaster of: Lisbon Guide & Love Poems

Como é que se produz a questão das %? O Tortoise faz isso?

Acho não haver razão para que, quando se altera um ficheiro, não seja a mesma pessoa a alterar os 100% desse mesmo ficheiro.
Quando falo em 3,22%, imaginemos o seguinte: o magico já alterou 10 ficheiros, faltam 21, logo a tradução está em 32,2% faltando 67,7%.
Fazemos as continhas à mão, OK.

Mas isto levanta-me uma questão, temos que saber se é urgente fazer esta tradução, eu penso que não, isto porque no meu caso poderei estar 15 dias sem fazer um commit, mas se assim acontecer eu aviso. Quer nesta tradução quer em outros módulos que a gente possa contribuir. Penso que se houver alguém que durante 30 ou 60 dias (podemos definir) nunca mais disser nada, os outros tomaram conta do assunto, amigo não empata amigo. Penso que estão de acordo comigo.
Isto tudo porque penso que daquilo que vi, a tradução não vai ser nada fácil, isto é todos nós temos pontos de vista e não deverá penalizar o Drupal que é uma bela ferramenta.

Abraço
Rui

Ok, acho que basta cada um de nós apenas alterar um ficheiro de cada vez. Se só faltar um que está a ser alterado por alguém que nunca mais apareceu e não responde aos e-mails, altera que estiver activo. Não se esqueçam de actualizar o trabalho, mesmo que façam apenas algumas linhas, assim não se perde nada (e actualizem também quando começarem a trabalhar no ficheiro, só para terem a certeza que têm a última versão).

Eu vou pegando neles, à medida que fôr tendo tempo. Quando estiverem todos acabados, começamos a rever as coisas. De facto, vai ser algo complicado, por isso acho que nem sequer vamos acertar à primeira. Mas à medida que formos revendo e encontrando o texto no real havemos de começar a encontrar padrões e expressões mais correctas.

Miguel Duarte

Webmaster of: Lisbon Guide & Love Poems

Parece-me bem.

Só uma questão:

Como é que se produz a questão das %? O Tortoise faz isso?

Miguel Duarte

Webmaster of: Lisbon Guide & Love Poems

Outra coisa,

Eu uso o drupal na intranet na minha empresa, não é visivel para o exterior (trabalho mais com o Project, Books, PMS, DMS coisas que para o publico não tem grande interesse, acho que compreendem), mas tenciono criar algo, depois aviso.

Os vossos sites estão bem fixes.

Relativamente ao que encontrarem feito por mim, estão à vontade para corrigir. Eu prefiro primeiro escrever rapidamente traduções e depois ir corrigindo e refazendo. Até para as ver a funcionar no próprio site. Além de que as minhas próprias opiniões vão mudando.

Também muito do que falámos aqui não foi ainda implementado, por os ficheiros terem sido produzidos antes.

Miguel Duarte

Webmaster of: Lisbon Guide & Love Poems

Ontem, após analisar algumas estatísticas nos sites ".pt" (o número de vezes que a palavra original é utilizada ou as palavras alternativas), comecei a sentir-me mais papista que o papa, questionando-me se as pessoas querem mesmo que sejam traduzidas algumas palavras de uso comum. Exemplos:

Password:

  • Password - 440.000;
  • Senha - 167.000;
  • Palavra Chave - 261.000;
  • Palavra Passe - 32.300;

Login:

  • Login - 842.000;
  • Iniciar Sessão - 9.060;

Links:

  • Links - 1.180.000;
  • Apontadores - 45.600;
  • Hiperligações - 10.200;
  • Ligações - 341.000;
  • E como estes três exemplos existem muitos outros. Conclusão, estou a ficar muito convencido que na prática devemos mesmo usar as palavras inglesas mais comuns, pois estas são de facto a palavras utilizadas em Portugal e todas as outras estão à margem, apenas quase usadas por puristas.

    Miguel Duarte

    Webmaster of: Lisbon Guide & Love Poems

Muito interessante, Miguel!

Já colaborei em várias traduções de módulos e do próprio core do XOOPS para o português (do Brasil) e às vezes 'esbarramos' nessas questões.

Como exemplo, aqui no Brasil há os que preferem 'sítio' em vez de 'site', apesar de poucos usarem esses termos na linguagem falada ou escrita. Talvez em Portugal ocorra o inverso ;-)

Algumas considerações, sobre o ponto de vista de um usuário brasileiro:
- Com relação a 'password', por aqui isso é indeferente. Pessoalmente, por causa disso prefiro usar senha.
- Quanto a 'login', idem. Um amigo sugeriu 'Identificação' e achei interessante.
- Quanto a 'links', por aqui a expressão 'hyperlinks' é mais usada no meio acadêmico. 'Links' sempre foi a expressão corrente de uso geral e já está consolidado.

Vale ressaltar, mais uma vez, que o ponto de vista é brasileiro... Não tenho condições de me expressar quanto ao português de Portugal porque infelizmente, por falta de tempo ($$$) ainda não pude conhecer esse lindo país ;-). Se não forem pertinentes, perdoem a minha intromissão.

Baixei a tradução pt-PT e vi que há muita coisa adiantada. Estou considerando seriamente o uso do Drupal em um projeto e gostaria de saber como participar ativamente na tradução para o português. Acho retrabalho um disperdício e não gostaria também de fazer uma tradução só pra mim.

Já solicitei e estou aguardando acesso ao CVS.

[]s
Valcilon
http://xoopsbr.org

P.S.: Há algum problema em escrevermos em português aqui no fórum?

Valcilon Silva
Brasilia, DF - Brasil

Obrigado pelo seu contributo. A versão Português de Portugal "0.1" está praticamente concluída, mas precisa de muita, muita revisão. Primeiro quis fazer tudo no geral e depois de ter concluído tudo, rever os textos em profundidade. Até porque fui mudando de opinião à medida que fazia as coisas.

Relativamente aos seus comentários, a questão é que muitas vezes a palavra portuguesa existe, mas não é usada. Ora se não é usada e se queremos que a nossa tradução seja usada, mais vale usarmos os termos comuns. Não serve de nada termos uma tradução "perfeita", se depois ninguém gostar de a usar no seu site.

Em termos de ajuda, penso que o melhor seria ficar responsável pela tradução pt-BR, pois efectivamente estamos a fazer uma tradução "Português de Portugal". Se calhar muita coisa pode copiar directamente do pt-PT, outra vai querer adaptar. O Durval penso que já adiantou bastantes coisas em termos do pt-BR, mas apenas tem tudo num ficheiro único, no entanto penso que deverá entrar em contacto com ele e ver se consegue transformar esse ficheiro único nos vários ficheiros necessários para produzir a versão pt-BR.

Ou seja, penso que é útil irmos vendo o que os nossos colegas da outra versão de português estão fazendo, mas não me parece que deva ser tudo juntado no mesmo projecto, pois os portugueses são diferentes. O Português do Brasil soa esquisito em Portugal e vice-versa.

Relativamente a escrevermos em português, até agora ninguém se queixou! ;)

Miguel Duarte

Webmaster of: Lisbon Guide & Love Poems

Em termos de ajuda, penso que o melhor seria ficar responsável pela tradução pt-BR, pois efectivamente estamos a fazer uma tradução "Português de Portugal". Se calhar muita coisa pode copiar directamente do pt-PT, outra vai querer adaptar. O Durval penso que já adiantou bastantes coisas em termos do pt-BR, mas apenas tem tudo num ficheiro único, no entanto penso que deverá entrar em contacto com ele e ver se consegue transformar esse ficheiro único nos vários ficheiros necessários para produzir a versão pt-BR.

No mesmo dia enviei mensagem para Durval. Provavelmente está em férias... Se outro membro da equipe de tradução estiver presente, me avise.

Também quero ajudá-los.

Valcilon Silva
Brasilia, DF - Brasil

Podes dizer como fizeste a contagem? E já agora do "Login" não tens a opção "Entrar".

Relativamente à questão de "que não vale a pena usar uma tradução que mais ninguém vai usar", é óbvio que se esta tradução for a unica do Drupal quem a quiser usar vai ter que a usar. Ou isso, ou pegar nela e fazer a alteração às palavras que não gosta, ou ainda usar a versão inglesa; e como sabemos que os portugueses são "malandros", duvido que alguém se dê a trabalho de alterar a tradução, acabando por usar a original!

O facto de a palavra "password" ter mais ocorrências não quer dizer que seja a melhor. Aliás, o facto de algo ser a "maioria" não significa que seja a opção certa.
Copérnico (contra a Igreja da altura) provou que o movimento da Terra era heliocêntrico apesar de a maioria estar contra ele e "haver provas" de que o movimento era geocêntrico....

Já reparei que te preocupas mais com "vamos fazer isto de maneira diferente e ninguem vai usar". Eu penso de outra forma "vamos fazer isto da forma correcta, que os outros vão começar a ver que estão errados e começam a usar". Com o Drupal temos a oportunidade de fazer o que é certo, sem termos de ser "politicamente correctos" e agradar a gregos e a troianos...

Mas pronto... todos nós temos direito à nossa opinião e a melhor forma de decidir é mesmo por votação! Quando é que fazemos uma, para não termos de voltar a colocar esta questão sobre palavras que já tinhamos discutido?

O problema de votações, neste caso, é que não somos exactamente muitos por aqui (dois ou três pt-pt, tendo dois, tu e eu, trabalhado na tradução até ao momento). Por isso acho que temos mesmo que nos entender. Pelo menos no processo de revisão, pois as traduções "preliminares" estão feitas (99% traduzido). Com critérios diferentes consoante as fases (devido ao feeback desta discussão e a ter mudado de opinião com a experiência de tradução e reflexão sobre o tema).

"Entrar", o que inclui obviamente muitos sites que nada têm a ver com "entrar" num site dá: 277.000, o que mesmo assim é muito menos que "login", que obviamente, em sites ".pt", só irá praticamente referir-se a login em sites.

O processo de contagem é muito simples, vais ao Google e pesquisa, por exemplo: login site:.pt, o que restringe a pesquisa a sites Portugueses.

Se a tradução for muito má, as pessoas irão usar certamente a Inglesa original, o que eu iria preferir a usar uma tradução que os meus utilizadores não gostam por ser descabida. Eu não tenho como missão mudar o mundo, pelo menos no que toca ao português que as pessoas usam ou deixam de usar e não me parece que a nossa tradução tenha como objectivo educar as pessoas (nem nunca iria atingir tal objectivo, pois o Drupal não é assim tão importante).

Quando me propus fazer uma tradução foi simplesmente porque quero ter um site onde as pessoas se sintam mais confortáveis. Ou seja, um site mais amigável do utilizador. Logo, devo usar palavras que o utilizador entenda e esteja habituado a usar. Aliás este é o objectivo final da linguagem: "sermos percebidos".

No caso das traduções, para este caso específico, parece-me claramente, que mais ocorrências, significa a opção correcta. Não necessáriamente a gramaticalmente mais correcta, mas sim, a mais correcta pela simples razão que é a palavra que de facto existe na cabeça das pessoas e é usada no dia-a-dia.

Um dos grandes males dos portugueses é exactamente não sermos práticos. Somos óptimos teóricos, mas depois esquecemo-nos que o que é importante é que a coisa funcione. Mais vale algo "imperfeito" que funcione, que algo muito perfeito mas que não tenha utilidade.

Quanto à razão da "mudança" de ideias, tem precisamente a ver com o facto de ter estado a traduzir a coisa. À medida que fui traduzindo, foi encontrando palavras melhores ou chegando à conclusão que (eu) estava a ser ridículo. E apercebi-me disso mesmo no momento em que estava a traduzir links como "apontadores" e alguém em quem tenho alguma confiança me disse que o termos correcto era "hiperligações", algo que do meu ponto de vista seria completamente ridículo usar, pois apesar de a palavra existir, no dia a dia, não é utilizada. Aliás no próprio inglês ninguém (ou quase ninguém) usa "hyperlinks". Podes usar a palavra "ligações", a mesma até é usada com alguma frequência, eu próprio a usei em várias traduções que vais encontrar, mas acabei por chegar à conclusão que se a palavra seria percebida em muitas situações, em muitas outras não seria percebida por estar isolada ou o contexto não ser suficientemente forte, levando a uma frase correcta do ponto de vista do português, mas não perceptível pelo utilizador final, o que tens que admitir que é uma estupidez. "Link", ao contrário, todos sabem o que é, é um termo que já faz "de facto" parte do português, mesmo tendo origem noutra língua. Pode não aparecer no dicionário, mas isso é irrelevante, pois os dicionários, como é sabido, não conseguem acompanhar a evolução da língua com rapidez, provavelmente, só daqui a uns 20 anos é que lá estará, escrito como "linque". (que até já tem ocorrências)

Como sugestão para isto ser resolvido a título definitivo, sugiro a seguinte regra, que me parece aceitável:

  • Para se usar o termo "português", o dito termo terá que ter pelo menos mais de 50% de ocorrências no Google, em sites portugueses, relativamente ao termo original em Inglês (pesquisa em sites de língua portuguesa, no domínio .pt);
  • De entre os termos portugueses, a não ser que haja uma forte concordância por outro termo, será usado sempre o termo com mais ocorrências;
  • À medida que os termos definitivos sejam acordados, os mesmos irão ser colocados num ficheiro dicionario.txt no CVS.

A título de exemplo, em vez de "password", seria utilizado o termo "palavra chave", que na minha última pesquisa tem 244.000 ocorrências, versus "password" que tem 379.000 e "senha" que tem 187.000.

Miguel Duarte

Webmaster of: Lisbon Guide & Love Poems

Coloquei um ficheiro dicionario.txt no cvs já com alguns termos traduzidos. Eis o que lá está neste momento:

Este dicionário de termos lista os termos preferenciais a ser utilizados nas traduções do Drupal para português (do core e de módulos adicionais). Sempre que haja mais que uma palavra equivalente a mesma deve ser usada consoante o contexto.

As regras utilizadas para os determinar (em termos gerais) foram:

* Para se usar um termo em "português" (ou seja utilizar uma tradução em vez da palavra em inglês), o dito termo terá que ter pelo menos mais de 50% de ocorrências no Google, em sites portugueses, relativamente ao termo original em Inglês (pesquisa em sites de língua portuguesa, no domínio .pt) e através de uma amostragem das primeiras páginas, estar a ser usado nesses 50% dentro do contexto pretendido;

* De entre os termos portugueses, a não ser que haja uma forte concordância por outro termo, será usado sempre o termo com mais ocorrências nas pesquisas do Google;

* São admitidas excepções à "regra", mediante consenso da equipa de tradução.

Termos:

e-mail - o email
feed - o feed
home - o início, a página inicial
home page - a página inicial
link - o link
links - os links
login - o login
logout - o logout
main page - a página inicial
node - o nó
password - a palavra-chave
post - o artigo, a mensagem
thread - a thread
topic - o tópico
user - o utilizador

Miguel Duarte

Webmaster of: Lisbon Guide & Love Poems

Essa contagem não dá resultados correctos, porque se no mesmo site numa dada página tens 3 vezes a mesma palavra "login" vai contar 3 vezes. Mais, um site que tenha mais páginas que outro vai contar mais vezes essa mesma palavra, o que resulta em: podes ter 10 sites a usar "entrar" e apenas 1 site a usar "login", mas se este ultimo tiver mais páginas que os outros 10 sites juntos vai contar tanto ou mais que os 10 sites.

E agora vamos resolver a questão dizendo que estão os 10 sites errados, ou que o site tem mais páginas é mais relevante?

O mais curioso disto é que "supostamente" alguns dos sites mais crediveis não são coerentes, por exemplo:
* porto editora (infopedia): login, password, ok, download
* priberam: email, senha, iniciar sessão
* sapo.pt: mail, password, entrar
* telepac: username, password, entrar
* iol.pt: utilizador, palavra-chave, entrar
* clix.pt: no email tem email, senha, ok, noutras partes do site (expresso online) tem "login", "password", "ok" (isto devem ser programadores de meia tijela que meio o que lhes dá na telha), no mesmo site ainda noutra secção (bilheteira online) tem "palavra-chave", "utilizador" e "entrar"

Pior que optar por termos em inglês ou português é misturar os dois (que aliás tem sido a minha grande questão). A nível pessoal, eu uso quase tudo em inglês porque as traduções para português são confusas, cada um usa uma maneira diferente de traduzir e para dizer coisas iguais.
Se eu quiser usar uma versão em inglês, uso a original. Se eu quiser usar uma versão em português que seja a correcta.

O curioso dos sites que enumerei, é que os mais recentes são os que são mais coerentes (iol.pt vs sapo/telepac; priberam vs porto editora) e os que se preocupam mais em manter um conjunto de palavras iguais para os utilizadores.

Mas vamos ver sites mais conceituados (e talvez mais usados):
* www.passport.com: end. correio elect., palavra-passe, iniciar sessão
* mail.yahoo.com: senha, conectar (curioso, que acho que estes tipos confundiram a tradução brasileira e portuguesa, visto que na brasileira está "senha" e "entrar")
* ver o MSN Messenger (o webmessenger também) em português: senha, palavra-passe, entrar, sair
* publico.pt: utilizador, palavra-chave, OK

Resumindo, essa história dos utilizadores estarem mais habituados a determinadas não cola, porque se um portal como o clix no próprio portal usa, re-usa e voltar a usar palavras de todos os feitios... bem sabes onde eu quero chegar.

Não tenho mais nenhum argumento. Se não te consegui mostrar que o importante numa tradução é coerência e não andar a seguir supostas "maiorias", não tenho mais nada a dizer; e diga-se a verdade, aqui eu não tenho muita razão, porque já fizeste mais tradução do que eu -- tou a tratar de passar o projecto para o teu utilizador porque trabalhaste e mereces mais do que eu.
Se alguém tem de decidir és tu e mais ninguem...

PS: gostei da tua ideia da ORCA, não percebi qual foi a tua dúvida para voltares a trás!

PS2: se "hyperlink" está para "hiperligação", tem toda a lógica que "link" esteja para "ligação" independentemente do que a tua pessoa de confiança te diga! Já agora "SAPO" = "Serviço de *Apontadores* Portugueses" significando isto que "apontadores" não é tão descabido como possa parecer à primeira vista!

Essa contagem não dá resultados correctos, porque se no mesmo site numa dada página tens 3 vezes a mesma palavra "login" vai contar 3 vezes. Mais, um site que tenha mais páginas que outro vai contar mais vezes essa mesma palavra, o que resulta em: podes ter 10 sites a usar "entrar" e apenas 1 site a usar "login", mas se este ultimo tiver mais páginas que os outros 10 sites juntos vai contar tanto ou mais que os 10 sites.

E agora vamos resolver a questão dizendo que estão os 10 sites errados, ou que o site tem mais páginas é mais relevante?

É tudo uma questão de grandes números. Em termos estatísticos as coisas devem-se compensar umas às outras. A minha ideia é ter apenas uma representação daquilo que as pessoas utilizam no seu dia a dia, dos termos que são relevantes. Não estou sequer preocupado no que é mais de referência ou menos, pois para mim todos têm igual valor, pois todos representam um voto. Uma visão da utilização da língua portuguesa na Internet. O vocabulário que os falantes de pt-pt usam hoje.

O mais curioso disto é que "supostamente" alguns dos sites mais crediveis não são coerentes, por exemplo:
* porto editora (infopedia): login, password, ok, download
* priberam: email, senha, iniciar sessão
* sapo.pt: mail, password, entrar
* telepac: username, password, entrar
* iol.pt: utilizador, palavra-chave, entrar
* clix.pt: no email tem email, senha, ok, noutras partes do site (expresso online) tem "login", "password", "ok" (isto devem ser programadores de meia tijela que meio o que lhes dá na telha), no mesmo site ainda noutra secção (bilheteira online) tem "palavra-chave", "utilizador" e "entrar"

Pior que optar por termos em inglês ou português é misturar os dois (que aliás tem sido a minha grande questão). A nível pessoal, eu uso quase tudo em inglês porque as traduções para português são confusas, cada um usa uma maneira diferente de traduzir e para dizer coisas iguais.
Se eu quiser usar uma versão em inglês, uso a original. Se eu quiser usar uma versão em português que seja a correcta.

A questão é que "password", por exemplo, já não é exactamente uma palavra inglesa a meu ver, pois, entrou no nosso vocabulário, tal como email e link (que até entrou no teu).

Além disso, a malta que fez esses sites não teve uma grande preocupação nas palavras que usava. Apenas usou aquilo que lhe parecia fazer sentido no momento. Quando houve mais que uma pessoa a trabalhar no site, isso reflectiu-se nas palavras usadas... Ou seja, cada referência, um voto... Pelo menos em termos daquilo que os falantes de pt-pt usam...

O curioso dos sites que enumerei, é que os mais recentes são os que são mais coerentes (iol.pt vs sapo/telepac; priberam vs porto editora) e os que se preocupam mais em manter um conjunto de palavras iguais para os utilizadores.

Em termos de coerencia, temos que o ser. E é por isso que esta discussão é tão importante. Quanto aos mais recentes, esse é um argumento importante, pois também é verdade que em termos de evolução linguística só agora a coisa pode estar-se a sedimentar e por isso os números que apresentei não reflectirem a realidade actual.

Se quiseres, como critério, aceito que me indiques um conjunto de sites portugueses (feitos em Portugal), que consideres recentes e sejam minimamente de referência (género, um portal, um jornal, etc).

Mas vamos ver sites mais conceituados (e talvez mais usados):
* www.passport.com: end. correio elect., palavra-passe, iniciar sessão
* mail.yahoo.com: senha, conectar (curioso, que acho que estes tipos confundiram a tradução brasileira e portuguesa, visto que na brasileira está "senha" e "entrar")
* ver o MSN Messenger (o webmessenger também) em português: senha, palavra-passe, entrar, sair
* publico.pt: utilizador, palavra-chave, OK

Quanto ao público, estou completamente de acordo! ;) No dicionario.txt já está utilizador e palavra-chave! ;) O ok, não é português, mas justifica-se no caso, por questões de espaço, algo que no caso do Drupal me está a preocupar mas ainda não testei (podem existir traduções que irão ficar "mal", porque muitas vezes a tradução portuguesa é bem maior que a versão original).

Quanto ao Yahoo e MSN, no primeiro só encontro a versão em pt-BR e no segundo, tudo se justifica por ter sido certamente feito por um tradutor profissional, o que não significa para mim que seja necessáriamente mais amigável do utilizador. O que eu já sofri quando tive que utilizar versões do Office da Microsoft em português... :( A óptica do tradutor é geralmente traduzir para algo correcto em português (foi para isso que lhe pagaram), não necessáriamente algo que o utilizador perceba à primeira. Já viste o que era para o tradutor explicar que tinha que colocar "password" pois esse era o termo mais usado por aqui?

Resumindo, essa história dos utilizadores estarem mais habituados a determinadas não cola, porque se um portal como o clix no próprio portal usa, re-usa e voltar a usar palavras de todos os feitios... bem sabes onde eu quero chegar.

Já trabalhei numa empresa Internet. Não me parece que geralmente haja grandes preocupações com língua da interface de utilizador. ;) Cada qual usa o que lhe parece melhor.

Não tenho mais nenhum argumento. Se não te consegui mostrar que o importante numa tradução é coerência e não andar a seguir supostas "maiorias", não tenho mais nada a dizer; e diga-se a verdade, aqui eu não tenho muita razão, porque já fizeste mais tradução do que eu -- tou a tratar de passar o projecto para o teu utilizador porque trabalhaste e mereces mais do que eu.
Se alguém tem de decidir és tu e mais ninguem...

Não concordo, pois ter feito mais não me dá necessáriamente razão. Posso estar a dizer uma grande bacorada. Além disso estamos a criar coisas que é suposto ficarem para o futuro (outros tradutores) e ser aceites por todos (mesmo traduções para os módulos). Nós os dois conseguirmos chegar a um acordo era importante, pois significava que as nossas duas visões distintas tenham chegado a algo aceitável para ambas e consequentemente (por amostragem), para outros no futuro.

Além disso, eu pessoalmente, acredito em negociação e em que fiquemos no fim ambos satisfeitos com o trabalho, tanto mais que vais ter oportunidade de traduzir mais no futuro e a tua ajuda é importante (detesto fazer coisas sozinho).

Neste momento a coisa como está ainda precisa de muita revisão, pois não está coerente (precisamente por tendo mudado várias vezes de ideias).

Mas também acho que estamos a fazer uma tempestade num copo de água, pois as palavras em causa são poucas.

Sugiro que baixemos a fasquia para 33%, sendo que assim já usávamos "entrar" e por coerência, "sair" (vou colocar já estas duas palavras no dicionario.txt).

Resta "link" e "site", que até já tinhas aceite, e "thread", que sinceramente é o melhor termo, "linha" não me convence e acho que não diz nada à maior parte das pessoas. Quanto a "feed", eu tinha traduzido inicialmente como "alimentador" (ainda está na tradução), mas se entrasses num site e visses esta palavra, não irias perceber o que significaria, só depois de a veres associada a qualquer coisa como "alimentador xml" e mesmo assim... Quase todas as referências na web portuguesa são a "feed xml". Neste fase do campeonato (2004), esta parece-me a melhor tradução (não a fazer), daqui a uns anos, a coisa poderá ser alterada...

PS: gostei da tua ideia da ORCA, não percebi qual foi a tua dúvida para voltares a trás!

Bem, boa parte do que lá está (para palavras do Drupal) foi o meu contributo. ;) É porque o ORCA pode ser uma ajuda, mas não é lei, até porque muito é pt-br. Além disso, tem a ver com a questão de que detesto radicalimos e me senti a ser radical. A traduzir tudo para um "pseudo" português, que depois não dizia nada a ninguém. Os puristas ficarão satisfeitos (até poderíamos ganhar algum prémio!), mas os nossos utilizadores acho que não ficavam mais bem servidos.

PS2: se "hyperlink" está para "hiperligação", tem toda a lógica que "link" esteja para "ligação" independentemente do que a tua pessoa de confiança te diga! Já agora "SAPO" = "Serviço de *Apontadores* Portugueses" significando isto que "apontadores" não é tão descabido como possa parecer à primeira vista!

Sim, até penso que ligações acabará por vingar. Faz sentido. Acho que é que a palavra ligações num menu de topo fica bem, no meio de um texto, soa muito esquisita (precisamente por não ser usada frequentemente).

Quanto aos apontadores, o que me chegou aos ouvidos, foi que primeiro inventaram o nome "SAPO", depois a palavra "apontadores" para encaixar no "A". Não te esqueças que isto foi nos primórdios da net e se calhar pareceu-lhes bem traduzir e dado que não havia palavra, inventaram... ;) Mais algumas pessoas usaram a palavra, mas a mesma claramente não pegou.

Miguel Duarte

Webmaster of: Lisbon Guide & Love Poems

Uma sugestão:

Determinados termos, como "log in", "log out", "post", "e-mail", penso que mais vale deixar o termo em Inglês, a estar a forçar a tradução para Português. É que na realidade, no dia a dia, nós acabamos por usar o termo em Inglês e as traduções para Português estão a soar-me muito mal (além de não serem muito precisas, por exemplo qual a tradução para "post")?

Miguel Duarte

Webmaster of: Lisbon Guide & Love Poems

Eu pessoalmente costumo usar os termos em inglês. No entanto na tradução tenho tentado usar sempre os termos em português, porque uma tradução é isso mesmo, a adaptação de termos numa lingua (inglês) para a estrutura morfológica da lingua destino (português).

"log in" - entrar
"log out" - sair
"post" - entrada
"e-mail" - correio eletrónico (nota: cada vez mais se usa "email" sem o hifen)

Muito sinceramente, se vires na maior parte dos sites portugueses, ninguém traduz tudo a 100%. Penso que a linguagem de um site tem que se aproximar o mais possível da realidade do dia a dia (ou seja Português corrente) e não de uma tradução pura, que levaria a dificultar as coisas em vez de facilitar (que é esse o objectivo, facilitar).

Por exemplo, email é muito mais curto e mais comum, que "correio electrónico". A maior parte das pessoas diz "enviar um email" e não "enviar correio electrónico". Penso que é preferível utilizarmos a palavra email na tradução para Português.

Já "log in" e "log out" é mais ou menos a mesma coisa. Pelo menos na minha cabeça, "log in" significa colocar a password em algum lado, "entrar", nem por isso... O Sapo e o Expresso usa "Login" na página principal! ;)

No entanto, penso que em vez de utilizarmos o nosso critério pessoal (sempre muito discutível), fazermos sempre uma pesquisa em sites de referência em Portugal e ver o que está a ser usado pela maioria (ex: Sapo, Clix, IOL, Expresso, CGD, Millenniumbcp, miau.pt, Portal do Cidadão).

No fundo, penso que temos que criar algo que se aplique ao vocabulário que os utilizadores da Internet de língua portuguesa estão habituados e evitar as palavras de dicionário (que podem até estar muito correctas, mas na prática não são de compreensão fácil).

Já me deparei também com casos em que até é preferível fazer a tradução sem ser à letra do Inglês (pois existem outros termos em Português que se aplicam melhor, ou a coisa fica bem melhor dita de outra forma).

Miguel Duarte

Webmaster of: Lisbon Guide & Love Poems

É exactamente por esta razão que eu coloquei um artigo no Gildot Como traduzir o idioma de num software com o objectivo de tentar saber um pouco mais sobre como fazer traduções, relação de palavras traduzidas e as respectivas traduções.

O problema, é que nós mesmos ao traduzir se adoptamos os anglicismos vamos acabar por ser mais pessoas a usar a forma errada. É natural que o Sapo use "Login", porque normalmente quem faz um website não tem um "tradutor" na equipa e sim quem faz as traduções é o próprio programador.

Se formos utilizar algum software como referência para traduções, desde já sugiro o MS Windows e MS Office em português; que apesar de tudo é o único software que conheço usado em grande escala em Portugal e com consistência e coerência nos termos traduzidos.

Se chegares a alguma conclusão diz! ;)

Infelizmente não tenho o Ms Windows e Ms Office em Português. Mas se bem me lembro das poucas vezes que o usei achei horrível, pois não encontrava as coisas.

A minha óptica, em termos de tradução, é que para traduzir o objectivo é tornar a coisa mais inteligível, não menos... Ou seja, se acabarmos a usar termos em Português que não fazem sentido para as pessoas, é pior a emenda que o soneto....

Por exemplo na Orca:

thread - "multi processos filhos"? ;) É preferível deixar thread
login - "Iniciar Sessão" - Este parece-me correcto e fazer sentido.

Mas proponho que vamos colocando aqui as palavras que consideramos ser mais complicadas e depois decidimos se mantemos o termo em Inglês, ou se optamos por um em Português.

Exemplos onde tenho muitas dúvidas:

thread
node - (ao princípio traduzi como "nó", mas sinceramente, começo a pensar que mais vale deixar "node").

Miguel Duarte

Webmaster of: Lisbon Guide & Love Poems

Sim, é melhor ir metendo aqui as palavras com duvidas :P

node - usei "nó", e tem toda a lógica porque é mesmo um "nó" que interliga vários tipos de informação
thread - discussão (a tradução literal "não técnica" é "linha")
story - história
post - entrada

Concordo que "aqui" será o melhor sitio para colocar/discutir esta questões.

Tenho andado a pesquisar e não está fácil, possivelmente teremos que abdicar de algumas tentativas de tradução, mas também penso que só quando avançarmos mais na tradução chegaremos a mais consenso.

story - história -> poderá estar/ficar bem mas se aparecer "history" ?
post - entrada -> e "you can post in this thread" ficava como, "colocar uma entrada nesta discussão" ???, a minha filha de 12 anos disse-me logo :
Entrada !!! Discussão !!! só estou quero escrever uma responta a esta pergunta.

Muitas das minhas referências são os miúdos, no ambiente "net web computador" eles fazer logo a mudança automática. Eles procuram o "Log in" e não a "iniciar sessão", o "post" e não "entrada" etc.
Talvez porque têm mais conteúdos em inglês do que em português. Eu estou habituado a fazer desenho de redes, mas se disser "network design" o contexto muda logo.

Compreendo o teu ponto de vista. Enquanto que tu pensas "vamos traduzir como as pessoas já estão habituadas" eu penso "vamos traduzir como deve ser e não como as pessoas estão habituadas".

Sei que estou a ser um pouco "egocentrico" ao seguir esta forma de pensar (que curiosamente é a forma de pensar do instituto frances responsavel pela idioma lá deles) mas se em Portugal não existe nada (nem ninguem) que se preocupe com o abuso de anglicismos a entrar na lingua portuguesa alguem tem de se começar a preocupar.

Quem sabe, se a partir daqui não surje algo mais concreto, e até mesmo uma junção com outros projectos de tradução (estou-me a lembrar do Firefox) por forma a criar "algo" responsavel por introduzir (e ajudar a traduzir) anglicismos estranhos.

Sinceramente, não é correcto manter termos "ingleses" em traduções. É o mesmo ke eu paxaxe a excrevr cm sms. Somos nós que temos de cuidar da nossa lingua e não deixar que seja invadida por termos inconsistentes.

Ainda para mais uma pessoa que está habituada ao inglês, quase de certeza que não vai usar a versão traduzida. A tradução é feita para pessoas que não percebem de inglês e que raramente vêm conteudos em inglês. É para essas pessoas que "entrar" ou "iniciar sessão" é muito mais lógico (e perceptivel) que "log in". (nota: eu 90% das vezes uso versões em inglês, mas como programador sou obrigado a desenvolver programas em português para os meus clientes).

Mas se somos só nós dois a discutir, nunca mais vamos sair daqui. Eu não sou o dono da verdade e gostaria de saber mais opiniões....

Tecnicamente:
* "story" em inglês refere-se ao nosso "estória" (que eu recuso-me a usar) enquanto "history" refere-se ao nosso "história". "story" é como um conto de crianças enquanto que "history" se usa mais como referência à história passada.
No entanto como em português o "estória" não é usado, mas sim o "história" nos dois sentidos, penso que a tradução/adaptação é correcta.

* "you can post in this thread" - "inserir nova entrada nesta discussão", não me parece mal... usando anglicismos ficava "inserir novo post nesta thread"?!
Afinal os miudos vão aprender português, inglês ou uma mistura dos dois? Passam a associar visualmente "post" a uma resposta ou a algo que podem introduzir mas nunca vão ficar verdadeiramente a saber o que é um "post" nem em inglês nem em português.

Mas só para meter mais lenha na fogueira, e aqui assumindo a minha "decadência" pelo uso de termos técnicos (o tal "post" = "entrada") admito que uma tradução melhor para "post" seja "mensagem" ou "tópico".
O que ficaria "inserir nova mensagem na discussão" ou se for uma "entrada" nova no topo da cadeia "inserir novo tópico"
Lá está o contexto a funcionar... mas que temos de encontrar uma lista de termos adequados... isso temos!

Não é uma discussão a dois, é a três! ;)

Pois, tu bem falaste nos franceses! ;) Mas eu discordo completamente da visão deles... Não me revejo como um guardião da língua (nem quero sê-lo), tanto mais porque as linguas estão em evolução. A nossa língua está cheia de palavras de outras línguas (francês, inglês, latim!, castelhano, árabe, chinês...), é assim mesmo. As línguas não são estáticas.

Na minha opinião, a única coisa que os franceses conseguem pelas atitudes que têm tomado, é empobrecer a sua língua. Mas olha que não são todos! ;) Os tradutores do drupal, optaram pela palavra "node". ;)

Enfim, para mim traduzir como deve ser não é traduzir de uma forma que seja o português ideal, mas sim, da forma que seja mais perceptível para todos os portugueses. Temos que criar uma tradução que os donos dos sites prefiram usar nos seus sites em vez da versão em Inglês e que as pessoas consigam de facto navegar no site, sem ajuda! ;) Se fizeres algo no Português perfeito, vai existir muita gente a preferir manter a versão em Inglês. ;)

story - Eu tenho traduzido como artigo. Penso que faz muito mais sentido dentro do contexto. Até porque na descrição se afirma "A story is similar to a newspaper article." É isso que ela é, uma artigo (uma história jornalística). ;)

post - Depende dos locais, na maior parte dos locais tenho traduzido como "mensagem" (no fórum é mais que evidente), em outros não faz tanto sentido.

thread - É algo mais que uma discussão. Uma thread é uma discussão organizada sob uma forma que permite seguir essa mesma discussão...

node - Pode ser um nó. Aqui até aceito mesmo que seja um nó, pois acho que para um português, "node" também não diz nada. Por isso, se concordarem com nó, por mim é aceitável.

login (ou login) - "iniciar sessão" ou "login", sinceramente o segundo é mais usado e comprensível em Portugal.

logout (ou log out) - "fechar sessão", mas "logout" é também muito mais usado por estas bandas.

e-mail - "email" ou "e-mail", é o que toda a gente usa, até em documentos escritos

topic - tópico

home - "início" ou "página inicial"

Lembram-se de mais?

Miguel Duarte

Webmaster of: Lisbon Guide & Love Poems

heheheheh no meio da discussão perdi-me!

story - (+1) apesar do "história" ser mais genérico, concordo contigo que "artigo" fica melhor

post - (+1) concordo "mensagem", ou noutros sitios onde o contexto o permita pode-se utilizar outro termo

thread - (+1) "discussão", ainda não vi outra solução

node - (+1) "nó", sendo um termo técnico que não aparece muitas vezes

login - "entrar" ou "iniciar sessão", discordo absolutamente do "login"

logout - "sair" ou "encerrar sessão", discordo absolutamente do "logout"

email - (+0) pronto, "email" já está mesmo na moda

topic - (+1) "tópico"

home - (+1) "início"

Embora neste "thread" esteja-se a discutir o Português de Portugal, creio que os srs. não vão julgar descabido algumas sugestões de um brasileiro, posto que, apesar das nossas diferenças, ainda falamos a mesma língua.
Segue a abaixo a tradução adotada por mim e alguns colegas do meu país para os termos polêmicos:

story - só pode ser 'artigo', como bem disse mcduarte, já que a própria descrição do termo faz referência a um artigo de jornal.

post - 'publicação', quando substantivo, e 'publicar', quando verbo. 'Mensagem', além de não ter forma verbal equivalente ('enviar mensagem'?), parece não se aplicar a todos os contextos em que 'post' é empregado no Drupal. E 'entrada' pode levar a interpretações imprecisas, especialmente para os que optaram traduzir 'login' por 'entrar'.

thread - optamos por utilizar 'seqüência'. A rigor, deveríamos usar 'sequência de publicações' ou algo assim, mas a palavra única compõe melhor o layout (por falar em anglicismos...) sem comprometer a compreensão.

node - 'Nó' não faz muito sentido para um leigo em programação, caso da maioria dos internautas. Assim, temos optado por 'página', 'texto' ou 'conteúdo', dependendo do contexto.

login - 'conectar-se'. Embora o uso da expressão original em inglês seja bastante consagrado quando aparece isoladamente (por exemplo, num botão de formulário), ela fica muito estranha em frases como 'you must login to post'. 'Você precisa login para publicar' deveria ser evitado.

logout - 'desconectar-se'.

e-mail - é 'e-mail' mesmo, em todo lugar. Assim como 'táxi'.

topic - 'tópico'

home - 'início'

Durval Tabach
(drupal newbie at archiclube.org)

Durval Tabach

story - (+1) apesar do "história" ser mais genérico, concordo contigo que "artigo" fica melhor - Temos acordo! ;)

post - (+1) concordo "mensagem", ou noutros sitios onde o contexto o permita pode-se utilizar outro termo - Em Português de Portugal nós dizemos várias vezes enviar uma mensagem... ;)

thread - (+1) "discussão", ainda não vi outra solução - A ser que seja discussão... Diz mais que sequência para alguém em Portugal.

node - (+1) "nó", sendo um termo técnico que não aparece muitas vezes - Aqui estou indeciso. A sugestão do dtabach faz sentido por um lado, mas por outro acho que cria um problema que é o de o "node" ser um termo técnico e referir-se apenas a uma coisa. Ao não adoptarmos uma palavra único podemos começar a gerar confusão. E, muito sinceramente, nem eu sabia o que era um node antes de conhecer o drupal.

login - "entrar" ou "iniciar sessão", discordo absolutamente do "login" - Seja Iniciar Sessão

logout - "sair" ou "encerrar sessão", discordo absolutamente do "logout" - Seja Encerrar Sessão

email - (+0) pronto, "email" já está mesmo na moda - :)

topic - (+1) "tópico" - Ok! ;)

home - (+1) "início" - Ok! ;)

Miguel Duarte

Webmaster of: Lisbon Guide & Love Poems

Não levem a mal..
Mas ao colocar alguns pontos de vista (mas fazendo um bocadinho advogado do diabo) garantimos que todos remamos para o mesmo lado.
Concordo inteiramente com

story - artigo
post - mensagem
thread - discussão
node - nó
login - entrar
logout - sair
topic - tópico
home - início

Já com email ser email temos as minhas duvidas depois do que todos disseram,
Email deveria ser “correio”

O que todos disseram?

Pensa lá bem o que as pessoas usam no seu dia a dia! ;) Acho que é senso comum... O que é que os teus amigos, colegas usam quando se querem referir a enviar um e-mail? Qual foi a última vez que ouviste alguém dizer enviar uma mensagem de correio electrónico?

Ou "recebi correio electrónico"?

login - Iniciar Sessão
logout - Terminar Sessão

"sair" e "entrar" não me parece que tenham o significado completo do acto... E além disso não são usadas frequentemente.

Mantenho aliás a minha opinião que antes de decidir por uma palavra devemos tanto quanto possível ter exemplos de outros sites de referência (sites Portugueses, como muitos visitantes).

Não faz sentido andarmos para aqui com o objectivo de ensinar os portugueses a falar. O nosso objectivo deve ser criar uma tradução que queiramos colocar no nosso site e que outros também o queiram fazer porque é de facto útil para a comunidade.

Se começarmos a usar palavras que ninguém usa (ou percebe), porque queremos ser puristas, vais acabar com uma tradução inútil, que não vai ser usada pelos outros, porque não se vão sentir confortáveis com a mesma.

Miguel Duarte

Webmaster of: Lisbon Guide & Love Poems

O que todos disseram?

Pensa lá bem o que as pessoas usam no seu dia a dia! ;) Acho que é senso comum... O que é que os teus amigos, colegas usam quando se querem referir a enviar um e-mail? Qual foi a última vez que ouviste alguém dizer enviar uma mensagem de correio electrónico?

Ou "recebi correio electrónico"?

login - Iniciar Sessão
logout - Terminar Sessão

"sair" e "entrar" não me parece que tenham o significado completo do acto... E além disso não são usadas frequentemente.

Mantenho aliás a minha opinião que antes de decidir por uma palavra devemos tanto quanto possível ter exemplos de outros sites de referência (sites Portugueses, como muitos visitantes).

Não faz sentido andarmos para aqui com o objectivo de ensinar os portugueses a falar. O nosso objectivo deve ser criar uma tradução que queiramos colocar no nosso site e que outros também o queiram fazer porque é de facto útil para a comunidade.

Se começarmos a usar palavras que ninguém usa (ou percebe), porque queremos ser puristas, vais acabar com uma tradução inútil, que não vai ser usada pelos outros, porque não se vão sentir confortáveis com a mesma.

Miguel Duarte

Webmaster of: Lisbon Guide & Love Poems

O que todos disseram?

Pensa lá bem o que as pessoas usam no seu dia a dia! ;) Acho que é senso comum... O que é que os teus amigos, colegas usam quando se querem referir a enviar um e-mail? Qual foi a última vez que ouviste alguém dizer enviar uma mensagem de correio electrónico?

Ou "recebi correio electrónico"?

login - Iniciar Sessão
logout - Terminar Sessão

"sair" e "entrar" não me parece que tenham o significado completo do acto... E além disso não são usadas frequentemente.

Mantenho aliás a minha opinião que antes de decidir por uma palavra devemos tanto quanto possível ter exemplos de outros sites de referência (sites Portugueses, como muitos visitantes).

Não faz sentido andarmos para aqui com o objectivo de ensinar os portugueses a falar. O nosso objectivo deve ser criar uma tradução que queiramos colocar no nosso site e que outros também o queiram fazer porque é de facto útil para a comunidade.

Se começarmos a usar palavras que ninguém usa (ou percebe), porque queremos ser puristas, vais acabar com uma tradução inútil, que não vai ser usada pelos outros, porque não se vão sentir confortáveis com a mesma.

Miguel Duarte

Webmaster of: Lisbon Guide & Love Poems

Obrigado dtabach pelas sugestões são sempre bem vindas.

Já existe muita coisa traduzida, mas estou a sentir-me um pouco sozinho... :( Assim vai demorar muito tempo... :(

Miguel Duarte

Webmaster of: Lisbon Guide & Love Poems

É que ainda não tenho acesso a uma conta CVS. Diz-me o que já traduziste que é para eu colocar notas no projecto sobre quem tá a trabalhar nos ficheiros. Já que não tenho acesso CVS posso deixar informação no projecto...

Esta discussão foi é re-enviada para o projecto em causa: http://drupal.org/node/14097

Como o CVS funciona bem, o que tenho feito é ir pegando nos vários ficheiros... Basicamente faço a actualização dos meus ficheiros e pego num ao acaso. Penso que dá perfeitamente para fazer isto sem grandes riscos de conflito... Mas quando começarmos a trabalhar mais do que um, podemos colocar uma nota num ficheiro no directório.

Miguel Duarte

Webmaster of: Lisbon Guide & Love Poems

password - senha
feed - alimentador

Miguel Duarte

Webmaster of: Lisbon Guide & Love Poems

password - palavra-chave, na minha opinião... mais sugestões pessoal?

Senha parece-me adequado, pois é mais "curto" e é o que aparece no meu dicionário da Porto Editora. Além de que já a vi em vários outros sites. Não que palavra-chave me faça muita confusão...

Miguel Duarte

Webmaster of: Lisbon Guide & Love Poems

Para coordenar um bocado as coisas (e a mim mesmo), à medida que for encontrando termos portugueses adequados, vou colocá-los na Orca:

http://quark.fe.up.pt/orca/index.pt.html

Assim, quer vocês, quer eu, podemos consultar o que já foi usado.

Miguel Duarte

Webmaster of: Lisbon Guide & Love Poems

O texto do actual ficheiro dicionario.txt

Este dicionário de termos lista os termos preferenciais a ser utilizados nas traduções do Drupal para português (do core e de módulos adicionais). Sempre que haja mais que uma palavra equivalente a mesma deve ser usada consoante o contexto.

As regras utilizadas para os determinar (em termos gerais) foram:

* Para se usar um termo em "português" (ou seja utilizar uma tradução em vez da palavra em inglês), o dito termo terá que ter pelo menos mais de 50% de ocorrências no Google, em sites portugueses, relativamente ao termo original em Inglês (pesquisa em sites de língua portuguesa, no domínio .pt) e através de uma amostragem das primeiras páginas, estar a ser usado nesses 33% dentro do contexto pretendido. Caso a maioria da equipa de tradução concorde, também serão utilizados termos em que hajam mais de 25.000 páginas na web portuguesa a utilizar o referido termo;

* De entre os termos portugueses, a não ser que haja uma forte concordância por outro termo, será usado sempre o termo com mais ocorrências nas pesquisas do Google;

* São admitidas excepções à "regra", mediante consenso da equipa de tradução;

* Os nomes dos módulos serão mantidos em inglês (ex: módulo book), sendo traduzidas apenas as suas descrições, por forma a que se mantenha uma linha de ligação com os termos usados nas discussões no drupal.org.

Termos:

book - o livro
blog - o blogue
comment - comentar
download - receber ficheiro)
e-mail - o email
feed - o feed
file - o ficheiro
forum - o fórum
home - o início, a página inicial
home page - a página inicial
link - o link
login - entrar (versão reduzida a utilizar nos menus), iniciar sessão (detalhe páginas de ajuda)
logout - sair (versão reduzida a utilizar nos menus), encerrar sessão (detalhe páginas de ajuda)
main page - a página inicial
node - o nó
password - a palavra-chave
path - caminho (utilizando "caminho (path)", sempre que seja necessário para clarificação)
ping - ping
poll - a votação
post - o artigo, a mensagem
queue - a fila de espera

Miguel Duarte

Webmaster of: Lisbon Guide & Love Poems

Apenas algumas observações...
Duvidas:
* download - receber ficheiro; parece-me um pouco estranho mas não encontrei uma solução melhor
* poll - votação; o que achas de "sondagem"? Para mim votação parece-me melhor mas... é só para saber a tua opinião.

Aceito os termos originais:
* feed; a tradução "alimentador" não é má (como prova disso basta ver os diálogos de impressão que aparecem, 90% deles têm o "alimentador de papel") mas por parecer estranho talvez o feed não fique mal
* thread; como não se arranjou uma tradução correcta (a minha era que fosse traduzida como "discussão" quando thread se aplica num forum)
* email; sem duvida este termo tem de ser aceite
* site; o termo original é o mais legivel e de uso corrente visto que "sitio" nunca se adequaria

Aceito, mas apoio mais o termo traduzido:
* link - link; julgo que "ligação" é uma tradução adequada e que se percebe.

Download - É que este é um caso típico onde a palavra a traduzir diz mais que a nossa. Poderia ser "puxar ficheiro", ou "baixar ficheiro", ou mesmo o termo "brasileiro" "sacar ficheiro". No entanto, todas elas me soam pior que "receber ficheiro" e penso que são menos usadas em Portugal (vê por exemplo o site das finanças). Penso contudo que todos irão perceber o que significa "receber ficheiro".

poll - Votação é melhor que sondagem, pois é mais ampla... Eu por exemplo vou usar num site para fazer mesmo votações... Não meras sondagens. No entanto quem quiser fazer sondagens, se lhe chamar votação, não vem daí grande mal ao mundo...

link - Vamos por enquanto usar esta palavra. ;) Se ligação for adoptada em Portugual como termo usual (não necessáriamente da maioria), adoptamos o termo, ok? É que eu sinto que iremos mesmo apanhar várias situações em que a pessoa não iria perceber o que significa devido ao contexto. Por isso é que abandonei o seu uso durante as traduções.

Hoje vou começar a rever os textos, a traduzir os 8 em falta e a criar uma versão 4.5! :)

Miguel Duarte

Webmaster of: Lisbon Guide & Love Poems

Download - descarregar ficheiro! ;)

É utilizado em galego em em português em vários sites. Mas devido a isso vou alterar "enviar ficheiro", para "carregar ficheiro" que também é usado e me parece ser perceptível.

Vou usar "ligações" sempre que seja possível, só quando as mesmas não forem perceptíveis, uso links, ou então "ligações (ligações)". :)

Miguel Duarte

Webmaster of: Lisbon Guide & Love Poems

Prezados,

Apesar de não ter lido todos os vossos comentários, vi que o post se trata basicamente da tradução do Drupal para português - Portugal.
Sou brasileiro, e há muito já venho querendo traduzir o Drupal para Português e vi que vocês fizeram um excelente trabalho na tradução para portugês de Portugal, no entanto com um colega comentou aqui, há uma certa diferença no portugês brasileiro para o português de portugal.

Diante disso gostaria de saber se há já formado algum time de tradução do Drupal para português do Brasil, e se já houver, como faço para me juntar na tradução. Se não houver um, gostaria de propor a criação de um time para podermos publicar uma versão tão logo seja possível.

Desde já agradeço e me ponho a disposição caso haja necessidade da minha ajuda.

Rafael Ferreita Silva - rfsbsb
http://www.webphp.com.br

Rafael Ferreira Silva - http://www.rafaelsilva.net
Drupal Developer

Rafael,

Sugeria que criasse um projecto com o nome de "Português (Brasil) translation" e além disso pedisse acesso ao CVS.

Já vários Brasileiros referiram querer ajudar, por isso penso que é tudo uma questão de tempo para ter uma equipa, tanto mais que já tem uma boa base para começar. É preciso é alguém dar o primeiro passo.

Miguel Duarte

Webmaster of: Lisbon Guide & Love Poems

Miguel,

É exatamente isso que penso também. Vou tomar essa iniciativa e começar o projeto de tradução para o português brasileiro, tendo em vista que ainda não foi feito isso.

Espero que os demais brasileiros que desejem ajudar na tradução se mobilizem e contribuam também, tal qual acontece com a tradução do português de Portugal.

Rafael Ferreira Silva - http://www.webphp.com.br
PHP Developer

Rafael Ferreira Silva - http://www.rafaelsilva.net
Drupal Developer